quarta-feira, 15 de julho de 2009

A Idade do Ouro -Commedia dell'Arte na Tapada das Necessidades


Enviada pelo nosso companheiro Eng.º António Saraiva,voltamos a dar conhecimento - mais detalhado - desta iniciativa teatral:

Ficha técnica/artística:

DIRECÇÃO E ENCENAÇÃO: Filipe Crawford

DIRECÇÃO DE CENOGRAFIA E FIGURINOS: Ana Brum

MÁSCARAS (da colecção de Filipe Crawford): Nuno Pino Custódio, Renzo Antonello e Takashi Kawahara.

DIRECÇÃO MUSICAL: Ian Carlo Mendonza

FOTOGRAFIA: Raul Cruz

DESIGN GRÁFICO: Carlos Francisco

DIRECÇÃO TÉCNICA: João Marques

PRODUÇÃO EXECUTIVA: Sandra Simões

APOIO DRAMATURGICO: Hugo Gama

ACTORES DO ELENCO PRINCIPAL:

Ana Peres – Anita Urtigão / Capitão Valentim Valentão

Carla Carreiro Mendes – Flávia Osório / Tótó

Fernando Cunha – Capitão Aventino

Luís Nascimento – Almirante Augusto Osório

Mariana Schou – Dr.ª Wissenweissen

Marta Pacheco – Tonicha / Katrina

Pedro Luzindro – Wenceslau / Capitão Feliz Ciudade

Teresa Raquel – Zé Maria

Rui Ferreira – Palmeta

Vasco Lavado – Dr. Ramiro Urtigão

Músicos ao vivo:

Ian Carlo Mendonza – Percussões /guitarra

João Miguel Sousa – Clarinete /flauta

ELENCO ADICIONAL:

Hugo Gama – Quim

Fernanda Fernandes – Florbela / Dr.ª Constantina de Almeida

Alexandre Pedro – Brigão

Carlos Pereira – Adolfo Dias

Jacqueline Monteiro – Etelvina Perpetua

Daniela Castro Lopes – Dong

- - -

Breve sinopse:

O Almirante Augusto Osório, também conhecido como Pantalone, rico armador reformado e viúvo, tem uma filha única, Flávia, que deseja casar, para conseguir assegurar um descendente varão. Wenceslau, um dos filhos do Doutor Ramiro Urtigão e da sua esposa, a Drª Wissenweissen, é o potencial futuro marido de Flávia. O casamento entre os dois vai ser formalizado hoje numa festa organizada por Pantalone, com a ajuda do Capitão Aventino, responsável pela segurança e de Tonicha, dona de uma tasca, que providenciará a ceia. Todos andam atarefados com os preparativos da festa, mas o imprevisto acontece: Flávia e Wenceslau decidem que não querem casar e preparam-se para fugir com Anita, a irmã de Wenceslau que aspira a ser marinheira. Como irá acabar esta comédia onde as personagens típicas da Commedia dell’Arte renascentista são transpostas para uma conjuntura actual onde os casamentos já não são um final feliz.

Este espectáculo é o resultado de um ano de trabalho prático de formação com os actores da Escola da Máscara. “A Idade do Ouro” representa uma homenagem à Commédia dell’Arte e também a uma grande encenadora, Ariane Mnouchkine e ao seu trabalho com o Théâtre du Soleil. A Idade do Ouro era o título de um espectáculo desta companhia que nos anos 70 revolucionou o modo como se encarava este género teatral Renascentista, justamente considerado como a Idade do Ouro do Teatro Ocidental. Partindo dos mesmos pressupostos, ou seja da preocupação em fazer um teatro actual, que fale de problemas actuais, utilizando os processos tradicionais da Commedia dell’Arte, como a improvisação, a criação colectiva, as máscaras e as personagens fixas, tentamos transpor o universo da Commedia dell’Arte para os nossos dias, contando uma história que se foi criando aos poucos a partir da imaginação, memórias e contributos de cada actor. O resultado final é apenas uma primeira tentativa (1º esboço) de apresentar um teatro actual e ao mesmo tempo tradicional e popular, contando uma história que se refere a um momento particular da nossa existência colectiva e que mais não é que um pretexto para celebrar a alegria do teatro e da comunicação com o público.


(Recomenda-se calçado confortável e agasalhos. O terreno é agreste, as noites frescas!)

Sem comentários: