quarta-feira, 30 de setembro de 2009

NOTÍCIAS DA TAPADA



Amigos, respondendo ao alerta do Amigo Carlos Bolacha acerca das malfeitorias que eventualmente poderiam ter sido feitas sobre os medronheiros existentes junto à Casa do Regalo, visitei hoje, dia 30 de Setembro de 2009, a Tapada das Necessidades e constatei o seguinte:


1 – Existe do lado de fora do muro da Tapada, um placard informando o começo da obra do arranjo dos caminhos para o mês de Setembro. Sendo esta uma obra por todos esperada e na ausência de mais explicações, pergunto se ela não será acompanhada por uma outra igualmente importante que é o fornecimento de água para rega e outros fins e o escoamento da água das chuvas. É que, se pode correr o risco de ter que refazer aquilo que entretanto foi feito. Julgo que o GATN deveria questionar o Sr. Vereador dos Espaços Verdes sobre este assunto.


2 – A Araucária plantada no dia da árvore continua a lutar pela vida,tendo conseguido ultrapassar a época do ano mais difícil, a de maior calor.


3 – Encontrei um elemento escultórico de relativa pequena dimensão, junto ao muro Norte do Jardim do Buxo. Penso que deveria ser recolhido e guardado em lugar seguro até ser recolocado no local de origem. Penso também que o GATN, juntamente com a Junta de Freguesia e a CML, deveria nomear um Curador, responsável pela Tapada a quem competiria resolver, entre outros,estes casos.


4 – Continuam a circular automóveis, entre a Casa do Regalo e o parque de estacionamento do Instituto de Defesa Nacional, cujo portão está permanentemente aberto.


5- Finalmente, no que diz respeito aos medronheiros, acontece que todos os espaços verdes e canteiros da Tapada têm vindo a estar sujeitos a um processo drástico do limpeza e poda, em alguns casos excessiva, na minha opinião, se bem que algum coberto vegetal estivesse muito envelhecido.


Esperemos que a seguir a esta fase se proceda à plantação de espécies novas. Embora não tenha uma ideia muito precisa do número e localização inicial dos medronheiros, pude constatar que ainda lá estão, nomeadamente aqueles de maior porte,junto ao muro de contenção, que define o caminho, tendo alguns sofrido podas. Penso que a Amiga Fátima Sá seria a pessoa mais indicada para fazer o ponto da situação, uma vez que conhece melhor e há mais tempo o local em apreço.


Abraço

Pinto Soares


sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Notícias da Tapada


Alguns Amigos atentos fizeram-nos chegar notícias sobre o mesmo assunto: uns placards que anunciam a renovação (que não se viu, ao longo de um ano de promessas).
E diz um dos correspondentes do nosso blogue:

junto envio fotos com o placard que está na porta sul da tapada, propaganda? parece já que na tapada tudo está quase na mesma, apenas se vê o trabalho dos jardineiros da Câmara que lá andavam a regar e limpar, são mesmo da Câmara.
Relativamente aos caminhos estão todos na mesma, talvez fosse bom voltarmos à Câmara ,para não ser só promessas, queremos que façam o trabalho.
Há oliveiras com azeitonas, 4 patos no lago, muitos melros e andava alguém ou da Câmara ou da EPAL vendo o aqueduto, já que quando entrei na Tapada a porta daquela mãe de água que fica mesmo junto da porta de entrada estava aberta e estavam lá dentro 2 pessoas.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

João Bau, Candidato do Bloco de Esquerda Visitou a Tapada das Necessidades


A Tapada das Necessidades foi visitada por João Bau, candidato do Bloco de Esquerda às próximas eleições autárquicas.

O ainda deputado municipal verificou a situação de degradação dos caminhos e áreas verdes deste espaço que se mantém apesar da assinatura do Protocolo entre a CML e o Ministério da Agricultura (MA), em Outubro de 2008.

Tanto o Governo, que se comprometeu a comparticipar nos custos da reparação dos pavimentos e sistema de drenagem e limpeza da mata da Tapada das Necessidades, como a autarquia que no referido protocolo concordou em instalar e proceder à manutenção do mobiliário urbano, mesas, bancos, papeleiras e bebedouros, não cumpriram as promessas de há um ano atrás.

João Bau constatou a grande degradação dos caminhos e áreas verdes e manifestou a vontade do Bloco juntar-se às vozes que defendem este espaço verde público, exigindo da autarquia, que execute as medidas prometidas e, do Governo, através do MA, que assuma os compromissos assumidos.

Fonte: Laurindo Santos e site do Bloco de Esquerda; Imagem e tratamento da notícia: LFM

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

MAIS UMA VITÓRIA DOS AMIGOS DA TAPADA


Com esta notícia atingimos as 100 Mensagens, número celebrado com uma novidade feliz para todos os que amam a nossa Tapada.

*****

Ontem, na Sessão da Câmara Municipal de Lisboa, quando se começou a discutir a 16ª Proposta, da autoria do Vereador do Urbanismo, que há umas semanas atrás tinha sido agendada - e retirada - foi dada a palavra ao proponente, que defendeu obras de ampliação da Escola (provisória há 70 anos) Fernanda de Castro.

*****

O objectivo seria acrescentar uma creche da Santa Casa da Misericórdia, à custa do abate de árvores centenárias e de uma pressão ambiental que iria degradar - com esse golpe final - o belo espaço verde, que tem vindo a ser retalhado por entidades diversas, que ali construíram um inestético edifício do Ministério da Defesa Nacional e destruíram as cocheiras do Palácio para multiplicar estacionamentos do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

*****

O Presidente da Junta de Freguesia dos Prazeres, Engº Magalhães Pereira evidenciou, em relato partilhado com este blogue, a postura convergente na salvaguarda da Tapada, por parte dos diversos grupos políticos (Cidadãos por Lisboa de Helena Roseta, Lisboa com Carmona, PSD e PCP) e a atitude do Presidente da Câmara, que foi sensível aos argumentos, retirando a proposta nº 16 e recomendando a Manuel Salgado que falasse com a SCML, no sentido da solução não atentar contra aquele património verde da cidade, dado que aquela instituição possui um vasto património de imóveis em todas as freguesias.

*****

Magalhães Pereira considerou este acontecimento uma grande vitória.

*****

Pela nossa parte tudo fizemos para evitar o descalabro.

Efectivamente, o GATN reuniu de urgência quando soube da intenção que a proposta 16 configurava e produziu uma intervenção na sessão pública camarária, designando Laurindo Santos para a apresentar (que no final da intervenção e falando em nome do Grupo mostrou disponibilidade para reunirmos com o Vereador do Ambiente e Espaços Verdes, José Sá Fernandes, pois há que encontrar soluções para inúmeros problemas, que continuam com um futuro indefinido...)

*****

Todos os partidos e grupos, representados na CML, receberam atempadamente uma mensagem do GATN alertando para a perda colectiva que resultaria de uma decisão favorável.

*****

Triunfou o bom senso. Lisboa está de Parabéns e a Tapada, com o seu arvoredo magnífico, as suas memórias de pedra e a irrevereência dos seus habitantes, saltitões e ladinos, bem pode - poeticamente, - sorrir para o céu dos dias futuros.

LFM/GATN

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Jardim dos Cactos









Permitam que me apresente: Sou um dos inúmeros Amigos da Tapada das Necessidades, que nunca foi tão falada, fotografada, visitada, cobiçada (e maltratada) como nos dias de hoje, fora os autênticos malfeitores que delapidaram uma parte do património anteriormente...
Ele houve funcionários de ministérios, que desempenhavam papéis importantes, com apetências àquele verde, a fazer ultimatuns, ele houve senhoras benfazejas do próprio umbigo, que ansiavam serem rainhas do antigo moinho de vento daquele sítio, ele houve toda a sorte de gulas e tropelias que nem vale a pena aprofundar, senão ficamos agoniados...
Mas depois de todo este triste passado, ainda apareceu uma entidade, contratada para limpar o Jardim de Cactos, designado por alguns como dos mais importantes da Europa, que o deixou no estado que as imagens revelam.
Ora, para quem conhece esta parte da Tapada, se visitar agora o espaço percebe que houve um desbaste radical, deixando o Jardim dos Cactos quase nú...ou se preferirem, com uma grande carecada...

UM LEITOR DO BLOGUE

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Cinco Sentidos


Foram alunos da Fatinha, era habitual nesse tempo as professoras ou as mães levarem as crianças até à Tapada.
Neste alto-contraste, com a patine do tempo, o fotógrafo fez arte e deixou para a memória do futuro aquele instante mágico da descoberta de um território fantástico, ainda hoje digno de ser percorrido com os sentidos, pois há aromas, rugosidades e pedras esculpidas, existem aves canoras, gozam-se sabores (de medronho, por exemplo) e podem apreciar-se quadros dessa paisagem belíssima que é um privilégio fruir.
Nunca nos cansamos de sugerir: vá à Tapada, leve os seus filhos e se sentir, como o GATN que há coisas que estão mal, junte-se a nós, amplie o coro ou escreva à CML a pedir explicações (e já agora, que estamos em campanha eleitoral, soluções!).

GATN