terça-feira, 27 de setembro de 2011

Petição Contra Eliminação de Projecto Social por Restaurante de Luxo na Tapada e Consequências



Teve início no passado Domingo, dia 25 de Setembro, a recolha de assinaturas em papel, contra a tentativa de instalação de um restaurante de qualidade superior, na Tapada das Necessidades por parte da Câmara Municipal de Lisboa.


O Grupo dos Amigos da Tapada das Necessidades, como é dito no texto do Abaixo Assinado, manifesta-se, contra o seguinte (e pedimos que reflictam nas consequências, adiante expostas):



A Câmara Municipal de Lisboa pretende construir um Restaurante no antigo Jardim Zoológico da Tapada, o que é uma forma intolerável de privar a população de um espaço público e histórico de excepção.


Ignora para isso um Projecto apresentado pela Junta de Freguesia dos Prazeres, as Casinhas Encantadas, dedicado à educação das crianças e ao bem-estar dos moradores e frequentadores do Parque.


Seria devastador o resultado da instalação de um Restaurante com os seus acessos, redes de iluminação, comunicações, águas e esgotos, gás, gestão de resíduos sólidos, demolições e construções de apoio e suas periódicas operações de manutenção.


A Tapada das Necessidades e o seu arvoredo são Monumentos de Interesse Público, não podendo o património cultural da cidade ser descurado e negligenciado.


A existência desse Restaurante obrigaria a estacionamento e circulação de veículos dentro da Tapada, com intenso movimento de pessoas até altas horas, de forma totalmente incompatível com a sua conservação e segurança, comprometendo o descanso de vizinhos, a paz e o sossego do local e permitindo depredações e danos no Património.


Quaisquer novas construções iriam descaracterizar o conjunto monumental do Jardim, com um brutal impacto e sem daí resultar qualquer vantagem para o ambiente, adulterando este lugar de privilégio que foi possível preservar durante século e meio.


Em defesa de Lisboa, os cidadãos abaixo assinados rejeitam a instalação do Restaurante na Tapada das Necessidades, objecto de Concurso Público Internacional lançado pela Câmara Municipal de Lisboa e que pretendem seja anulado.


Também está a decorrer uma petição online, cujo link é:




Pinto Soares/LFM/GATN

Sem comentários: