quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

VANDALISMO NA TAPADA DAS NECESSIDADES




É com grande preocupação que o GATN assiste ao aumento dos atos de vandalismo sobre o património da Tapada e a atentados à segurança física de quem tem a seu cargo a sua defesa.
Tal situação tem se vindo a agravar desde a abertura do acesso Norte à Tapada e é devida também à cada vez menor existência se guardas e vigilantes no seu interior.
Pensamos que é urgente tomar medidas antes que esta situação se torne insustentável.
Pinto Soares

1 comentário:

Afonso Reis Cabral disse...

  Caros Amigos da Tapada das Necessidades,

   Como vos disse num mail de há poucos meses, mudei-me para a frente da Tapada e costumo lá passear todos os dias. Qual não é o meu espanto quando, depois de uma semana e meia de ausência, volto aos meus passeios e reparo que pelo menos três daquelas belas e grandes floreiras de mármore haviam sido vandalizadas. Não consigo precisar o sítio sem um mapa, mas são aquelas que se encontram depois do relvado, à direita (quem entra na portaria sul e vai em direcção à casa do regalo). Uma delas está atirada para o chão e tem a base completamente partida, onde se vê o mármore branquíssimo. As outras duas, um pouco depois, encontram-se tombadas e julgo que sofreram danos de lado aquando do impacto. Indignado, dirigi-me à portaria onde me disseram que de facto tinha havido vandalismo e que, para além das que referi, foram afectadas ainda mais duas, pelo menos. É o que dá o estado geral de desleixo e de falta de supervisão. Não há meios, não há respeito, não há nada.
   Enfim, achei meu dever informar-vos, caso não soubessem. A quem posso fazer participação? À Câmara? Servirá de alguma coisa? Duvido.
    Muito obrigado pela atenção, qualquer coisa é só dizer.

   Afonso Reis Cabral

(Depois de vos mandar este texto por mail, reparei que já tinham a informação sobre o vandalismo no blog. No entanto, penso que as fotografias não transmitem a verdadeira dimensão dos danos, já que não se vêem as floreiras.)