domingo, 11 de novembro de 2012

Desolação na Paisagem Urbana



Quem contaminou quem? As palmeiras do Corpo Santo? Ou a palmeira do Arsenal da Marinha?
Porque razão, não foram tomadas medidas, logo que a praga se manifestou, em território nacional - e o laxismo, foi a principal atitude, até a opinião pública, os jornais, as redes sociais, os blogues, reclamarem uma actuação, que pudesse salvar as palmeiras portuguesas?
É com tristeza, depois de muitos anos a percorrer esta parte de Lisboa, que se constata que muito pardal deixou de ter morada na vasta cabeleira daquelas árvores, e com redobrado nojo que se lê por vezes a estupidez de alguns comentários, rejubilando-se com a morte das palmeiras, por serem oriundas de outras latitudes. Pobre Natureza, vítima das malfeitorias do ser humano, desta forma de pensar e estar que não valoriza o património ambiental...
Cidadão Indignado

Sem comentários: